ONDE ESTÁ DEUS?

Onde está Deus? Pergunta o cientista,
Ninguém O viu jamais. Quem Ele é?
Responde às pressas o materialista:
Deus é somente uma invenção da fé!

O pensador dirá, sensatamente:
- Não vejo Deus, mas sinto que Ele existe!
A natureza mostra claramente
Em que o poder do Criador consiste.

Mas o poeta dirá, com segurança
De quem afirma porque tem certeza:
- Eu vejo Deus no riso da criança,
No céu, no mar, na luz da natureza!

Contemplo Deus brilhando nas estrelas
No olhar das mães fitando os filhos seus,
Nas noites de luar claras e belas,
Que em tudo pulsar o coração de Deus!

Eu vejo Deus nas flores e nos prados,
Nos astros a rolar pelo infinito,
Escuto Deus na voz dos namorados,
E sinto Deus na lágrima do aflito!

Percebo Deus na frase que perdoa,
Contemplo Deus na mão que acaricia,
Escuto Deus na criatura boa
E sinto Deus na paz e na alegria!

Eu vejo Deus no médico salvando,
Pressinto Deus na dor que nos irmana,
Descubro Deus no sábio procurando
Compreender a natureza humana!

Eu vejo Deus no gesto de bondade,
Escuto Deus nos cânticos do crente,
Percebo Deus no sol, na liberdade
E vejo Deus na planta e na semente!

Eu vejo Deus, enfim, por toda parte,
Que tudo fala dos poderes seus,
Descubro Deus na expressão da arte,
No amor dos homens também sinto Deus!

Mas onde sinto Deus com mais beleza,
Na sua mais sublime vibração,
Não é no coração da natureza,
É dentro do meu próprio coração.

J.F. Alves Filho
(Poeta e escritor)

ORAÇÃO DO AMIGO

FANTOCHE LUVA

Luva de História do Bom Pastor

Esta luva de história fiz para contar a história do Bom Pastor e a Ovelha Perdida.



Onde está a ovelhinha?
(escondida totalmente)











ACREDITAR E AGIR

ACREDITAR E AGIR

Um viajante caminhava pelas margens de um grande lago de águas cristalinas e imaginava uma forma de chegar até o outro lado, onde era seu destino.

Suspirou profundamente enquanto tentava fixar o olhar no horizonte. A voz de um homem de cabelos brancos quebrou o silêncio momentâneo, oferecendo-se para transportá-lo. Era um barqueiro.

O pequeno barco envelhecido, no qual a travessia seria realizada, era provido de dois remos de madeira de carvalho.

O viajante olhou detidamente e percebeu o que pareciam ser letras em cada remo. Ao colocar os pés empoeirados dentro do barco, observou que eram mesmo duas palavras.

Num dos remos estava entalhada a palavra acreditar e no outro, agir.

Não podendo conter a curiosidade, perguntou a razão daqueles nomes originais dados aos remos.

O barqueiro pegou o remo, no qual estava escrito acreditar, e remou com toda força.

O barco, então, começou a dar voltas, sem sair do lugar em que estava.

Em seguida, pegou o remo em que estava escrito agir e remou com todo vigor.

Novamente o barco girou em sentido oposto, sem ir adiante.

Finalmente, o velho barqueiro, segurando os dois remos, movimentou-os ao mesmo tempo e o barco, impulsionado por ambos os lados, navegou através das águas do lago, chegando calmamente à outra margem.

Então, o barqueiro disse ao viajante:

Este barco pode ser chamado de autoconfiança. E a margem é a meta que desejamos atingir.

Para que o barco da autoconfiança navegue seguro e alcance a meta pretendida, é preciso que utilizemos os dois remos, ao mesmo tempo, e com a mesma intensidade: agir e acreditar.

Não basta apenas acreditar, senão o barco ficará rodando em círculos. É preciso também agir, para movimentá-lo na direção que nos levará a alcançar a nossa meta.

Agir e acreditar. Impulsionar os remos com força e com vontade, superando as ondas e os vendavais e não esquecer que, por vezes, é preciso remar contra a maré.


Sapateira trash vira jardim vertical

UMA IDÉIA MUITO BACANA, POIS VOCÊ PODE FAZER EM CASA OU NA SUA ESCOLA AS
CRIANÇAS VÃO ADORAR!!!!!
Fica muito legal!

Passo a passo:









Aqui foram usadas suculentas ,mas também dá pra fazer uma horta!



Que delícia!!!

AFETO E AMOR


A proposta é contar através de uma composição de imagens uma história de amor.
Amor de madrinhas e padrinhos pelos seus afilhados...
Contar o primeiro ano de vida: gravidez, parto, primeiras fotos, primeiro dentinho, primeiro banho de piscina, primeiro carnaval, primeiros passos...
Os materiais são simples de fazer.
COLA PANO
RETALHOS
BOTÕES
SIANINHAS e o que sua imaginação mandar.
Se desejar comprar é neste endereço
RELICÁRIO URBANO

Afeto e amor

O afeto e o Amor estão sempre juntos,
não existe afeto sem amor...
Para sermos afetuosos necessitamos do Amor...
O afeto estimula em nós a capacidade de Amar,
dá-nos a oportunidade de colocarmos em prática a compreensão
Dá-nos a oportunidade da reflexão sobre nossos atos,
porque através da reflexão podemos modificar nossos pensamentos...
Sedes afetuosos, para com os seus
e verás quanto amor tens em seu coração...
Lembre-se sempre, que somente o Amor verdadeiro
é livre de qualquer engano..
Pode colocar em nossos corações o real afeto
que devemos praticar com nossos irmãos.

Retirado do site: GOTAS DE PAZ




cocegas


Pessoas são incapazes fazer cócegas no próprio corpo (propositalmente) porque o cérebro prevê seus movimentos antes que eles aconteçam, excluindo a sensação de perigo e pânico que provoca as cócegas.

Quando alguém nos cutuca, o corpo reage, tornando-se tenso.Já quando tocamos o próprio corpo, ele não demonstra reação. Algumas pessoas nunca o contraem pelo toque de outros e portanto não sentem cócegas.

Resultados de pesquisas feitas por um grupo de cientistas da Universidadede Londres indica que o cerebelo é o responsável pelo monitoramento dos movimentos, impedindo a reação

A batalha.


CURTA E SÁBIA! Uma noite, um velho índio falou ao seu neto sobre o combate que acontece dentro das pessoas. Ele disse: - Ha uma batalha entre dois lobos que vivem dentro de todos nós. Um é Mau - É a raiva, inveja, ciúme, tristeza, desgosto, cobiça, arrogância, pena de si mesmo, culpa, ressentimento, inferioridade, orgulho falso, superioridade e ego. O outro é Bom - É alegria, fraternidade, paz, esperança, serenidade, humildade, bondade, benevolência, empatia, generosidade, verdade, compaixão e fé. O neto pensou nessa luta e perguntou ao avô: - Qual lobo vence? O velho índio respondeu: _- "AQUELE QUE VOCÊ ALIMENTA!"_

;;