A FRATERNIDADE(Por Romélia Dolores)


O LUGAR DA FRATERNIDADE

Nunca mais vou esquecer quando o Tio Francisco nos levou para conhecer o lar dos hansenianos, aí na Terra. Lá encontrei a Irmã Ilma, uma senhora de olhar sereno, sorriso aberto e de braços fortes para o trabalho.

Conheci em meio aos panelões, fazendo comida e distribuindo para os hansenianos em sua comunidade.

Mulher forte de peso e de fibra! Fazia comidas maravilhosas, um verdadeiro banquete para os mais necessitados.

Sua alegria alimentava muito mais nossa alma tão carente de exemplos bons, do que nosso corpo frágil.

A Fraternidade quando usada nesse mundo é linda! Exemplos como o da Irmã Ilma devem ser multiplicados por toda a parte.

Hoje se encontra no seu verdadeiro lar, aqui no mundo espiritual. Colhendo os bons frutos que plantou.

Ainda semeando trabalho, sempre disposta, com seu sorriso radiante, nos envolvendo em sua felicidade.

Irmã Ilma chegou aqui no Vale das Flores, com a primavera dos nossos sonhos, desabrochando a fraternidade, exalando o perfume do amor e florindo os campos da nossa vida!

Com o seu sorriso de criança passou a nos contar uma história belíssima chamada: O lugar da Fraternidade

Lenda Judaica

Nos dias do Rei Salomão viviam dois irmãos que ceifavam trigo nos campo de Sião.

Uma noite, quando apenas a lua brilhava, o irmão mais velho juntou vários feixes de sua colheita e levou-os para o campo do irmão mais novo, dizendo a si mesmo:

_ Meu irmão tem sete filhos. Com tantas bocas para alimentar, pode ficar com uma parte do que consegui.

Pouco tempo depois, o irmão mais novo saiu de casa e juntou vários feixes do seu próprio trigo e carregou-os para o campo do irmão mais velho, dizendo para si mesmo:

_ Meu irmão é sozinho, sem ninguém para ajudá-lo a ceifar. Por isso vou dividir uma parte do meu trigo com ele.

Quando o sol surgiu, cada um deles se admirou por encontrar exatamente a mesma quantidade de trigo que antes!

Na noite seguinte, cada um teve a mesma gentileza com o outro, e novamente, ao acordar, encontraram seus estoques sem redução.

Mas na terceira noite encontraram-se carregando seus presentes, um para o campo do outro. Abraçaram-se com força e derramaram lágrimas de alegria pela bondade que os unia.

E quando Salomão soube de seu amor, construiu o Templo de Israel naquele lugar da fraternidade.

Retirado do meu livro O MESTRE DAS VIRTUDES

Encontra-se: AQUI

0 comentários: