MANUEL BANDEIRA

Debussy

Para cá, para lá...
Para cá, para lá...
Um novelozinho de linha...
Para cá, para lá...
Para cá, para lá...
Oscila no ar pela mão de uma criança
(Vem e vai...)
Que delicadamente e quase a adormecer o balança
- Psio...-
Para cá e para lá...
Para cá e...
- O novelozinho caiu.

0 comentários: